Última hora

Última hora

Assassino de Djindjic preso em Espanha

Em leitura:

Assassino de Djindjic preso em Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia espanhola prendeu, em Valência, um dos alegados autores da morte do antigo primeiro-ministro sérvio Zoran Djindic.

Vladimir Milisavljevic foi preso, juntamente com Luka Bojovic, um dos chefes do gangue de Zemun, o grupo criminoso que esteve por detrás do assassínio em 2003.

Djindjic foi um opositor histórico ao regime de Slobodan Milosevic, foi presidente da Câmara de Belgrado e tornou-se primeiro-ministro da Sérvia, então ainda integrada na Jugoslávia, em 2001. Foi um dos fundadores do Partido Democrátio.

Milisavljevic era procurado pela Interpol e tinha já sido condenado à revelia. Ao todo, foram já condenadas 12 pessoas alegadamente envolvidas na morte do antigo governante, incluindo o principal autor material, Zvezdan Jovanovic.

Djindjic foi assassinado a 12 de março de 2003, ao ser atingido por um “sniper” à entrada de um edifício governamental de Belgrado. Curiosamente, ia encontrar-se com a chefe da diplomacia sueca, Anna Lindh, que acabaria, também ela, assassinada meses mais tarde.