Última hora

Última hora

Índia e União Europeia mais próximas

Em leitura:

Índia e União Europeia mais próximas

Tamanho do texto Aa Aa

A cimeira Índia-União Europeia, que pretende fazer avançar as negociações de comércio livre entre os dois blocos, começou com protestos.

Um dos medos é que o acordo seja um golpe contra a indústria indiana de medicamentos genéricos, que permite o acesso a tratamentos baratos aos países mais pobres.

A União Europeia pediu que o acordo incluísse uma cláusula para salvaguardar esta indústria.

O presidente da União Europeia, Herman Van Rompuy, acredita que a cimeira pode fazer progressos e pediu também um endurecimento da política com o Irão: “Vamos pedir ao primeiro-ministro Singh que use a pressão da Índia para trazer Teerão de volta à mesa de negociações”.

A Índia continua a ser um parceiro comercial privilegiado do Irão. A União Europeia quer que o país endureça as sanções, nomeadamente no que toca à importação de petróleo.

Um acordo de comércio entre a União e a Índia deve permitir um aumento do volume de comércio para os 237 mil milhões de dólares por ano, em 2015.

A cimeira começou com uma homenagem a Mahatma Gandhi, em que participou também o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso.