Última hora

Última hora

Governo grego aprova novas medidas de austeridade

Em leitura:

Governo grego aprova novas medidas de austeridade

Tamanho do texto Aa Aa

Foi com menos quatro ministros, que o governo grego aprovou esta noite o novo pacote de medidas de austeridade exigidas pela “troika”.

Uma decisão que vai ser submetida este domingo ao parlamento, num clima de contestação social crescente e de rutura no seio do governo de união nacional.

Na sexta-feira, quatro ministros da extrema-direita e uma ministra socialista demitiram-se em protesto contra os novos recortes, orçados em 3,3 mil milhões de euros e que incluem uma redução em 22% do salário mínimo e o despedimento de 150 mil funcionários públicos.

Medidas que não conseguiram convencer também os países da zona euro durante a reunião de quinta-feira em Bruxelas.

Os dezassete deverão voltar a reunir-se esta quarta-feira, depois de terem exigido cortes adicionais a Atenas para desbloquear o segundo plano de resgate de 130 mil milhões de euros.

O primeiro-ministro Papademos afirmou ontem que o chumbo do novo plano pelo parlamento significaria o caos para o país.

Sinal da contestação crescente às medidas impostas pela União Europeia e o FMI, o sindicato de polícia grego propôs a emissão de um mandado de captura contra os representantes da “troika” no país, por “extorsão e suspensão da democracia”.