Última hora

Última hora

Líbano torna-se vítima da repressão síria

Em leitura:

Líbano torna-se vítima da repressão síria

Tamanho do texto Aa Aa

De nada valem os apelos da comunidade internacional. Os bombardeamos prosseguem na Síria e a cidade de Homs, símbolo da resistência, continua a ser alvo de ataques das forças da ordem, fiéis ao regime do presidente Bashar al-Assad.

Este sábado intensificaram-se os raides aéreos. A oposição fala em pelo menos sete mortos. Um vídeo divulgado através das redes sociais mostra a destruição provocada no bairro residencial de Baba Amro, em Homs.

As tropas reforçam posição em todas as frentes de batalha. Foi assim em Alepo, onde na sexta-feira morreram pelo menos 28 pessoas.

O derrame de sangue não silencia a força das palavras e em cidades como Hama e Deraa continuaram as manifestações.

A escalada de violência estendeu-se ao vizinho Líbano. Pelo menos três pessoas morreram e outras 23 ficaram feridas nos confrontos entre apoiantes e opositores ao regime sírio, na cidade de Tripoli.

Os esforços diplomáticos esbarram no veto da Rússia e da China. Este domingo, a Liga Árabe realiza uma série de encontros para estudar o fim do conflito armado.