Última hora

Última hora

Apoio Alimentar em debate no Parlamento Europeu

Em leitura:

Apoio Alimentar em debate no Parlamento Europeu

Tamanho do texto Aa Aa

A continuidade do Programa Europeu de Ajuda Alimentar está a ser discutida e vai ser votada no Parlamento Europeu, em Estrasburgo, depois de vários países terem pedido que fosse interrompido.
Cerca de 18 milhões recebem diariamente apoio deste Programa. E o número de pessoas a pedir ajuda para comer não pára de aumentar.

Czeslaw Adam Siekierski, Eurodeputado polaco, defende que“porque estamos em plena crise económica, a pobreza afeta muitas pessoas de vários grupos sociais. Tanto nos países do sul como nos do norte. Tanto nos novos países membros, como nos mais antigos. E sobretudo neste período de inverno, com muitos sem-abrigo em situação muito difícil.”

Mas vários membros querem que esta ajuda aos mais desfavorecidos seja da responsabilidade de cada estado e não obrigue a mais gastos da Comissão Europeia.

Mas este pedido não é aceite por todos. O presidente do Comité de Agricultura do Parlamento Euromeu, Paolo de Castro considera que “o problema deste acordo feito pela Alemanha e França é que nos obriga a suspender o programa em 2013. Mas o Parlamento Europeu quer que continue, tal como a Comissão. Provavelmente vamos conseguir avançar com resoluções para que continue.”

A correspondente da Euronews, em Estrasburgo, Isabel Marques da Silva lembra que “a Comissão Europeia estima que 43 milhões de pessoas estão em risco de não ter alimentos. Neste momento, menos de metade recebe ajuda, mas só em 2014 saberemos se este apoio vai continuar a ser europeu ou passa para a responsabilidade de cada país.”