Fechar
Login
Por favor, introduza os seus dados de login

Skip to main content

|

Em Silivri, nos arredores de Istambul, teve início esta terça-feira o mega julgamento envolvendo os 93 acusados de manipulação de resultados no futebol turco.

Aziz Yıldırımm, presidente do Fenerbahçe e atrás de grades desde julho, arrisca 147 anos de prisão mas nem por isso perde o apoio dos adeptos do clube.

Uma onda de solidariedade que não se estende aos restantes clubes, que ainda há duas semanas chumbaram uma proposta da Federação para suavizar a pena para a manipulação de resultados, substituindo a descida de divisão pela perda de pontos, encarada como uma verdadeira bóia de salvação para os campeões turcos.

O chumbo acabou por levar à demissão do presidente da Federação Turca de Futebol Mehmet Ali Aydınlar.

A decisão do tribunal será conhecida nas duas próximas semanas.

Copyright © 2014 euronews

Mais informação sobre
|