Última hora

Última hora

Justiça francesa responsabiliza Monsanto por intoxicação de agricultor

Em leitura:

Justiça francesa responsabiliza Monsanto por intoxicação de agricultor

Tamanho do texto Aa Aa

Pela primeira vez uma companhia de pesticidas foi acusada de ser responsável pela intoxicação de um agricultor em França. A empresa visada é nada mais, nada menos do que a gigante norte-americana Monsanto.

Na origem da sentença está Paul François, agricultor que explora 400 hectares de terreno cerealífero. No dia 27 de abril de 2004, Paul inalou uma quantidade importante de partículas de um herbicida chamado “Lasso”.

A vítima explica que ficou demonstrado “que há muito tempo que a empresa sabia muito bem que havia um problema com o produto, que era perigoso. Mas esqueceu-se de que os agricultores são os seus clientes e viu-se como ela trata os clientes. Pode envenenar os clientes e continuar a ter lucros. Não tem importância nenhuma, a partir do momento em que continua a vender o produto.”

Depois de ter inalado partículas do “Lasso”, o agricultor começou a sofrer de uma série de problemas neurológicos e só pôde ser tratado quando foi descoberta na urina e nos cabelos a presença de cloro benzeno, uma substância proibida desde 2007 em França que não estava inscrita na etiqueta do herbicida.