Skip to main content

|

A uma semana do Carnaval, as forças policiais e os bombeiros do Rio de Janeiro decidiram suspender a greve que tinha sido iniciada na passada quinta-feira.
 
A vaga de protestos por aumentos salariais, visando, em grande medida, Sérgio Cabral, o governador da cidade, resultou na detenção de 29 grevistas.
 
Dizem os porta-vozes da polícia militar que, agora, a luta passa a ser pela libertação dos colegas detidos.
 
As autoridades contam restabelecer a segurança na cidade antes dos festejos que arrancam no fim de semana. Na Baía, durante a paralisação, que terminou no dia 11, os episódios de violência duplicaram, tendo sido registadas 157 mortes.
 
 
 

Copyright © 2014 euronews

Mais informação sobre
|

Login
Por favor, introduza os seus dados de login