Última hora

Última hora

"Bashar al-Assad procura salvar a imagem"

Em leitura:

"Bashar al-Assad procura salvar a imagem"

Tamanho do texto Aa Aa

De acordo com Bashar al-Assad, o referendo constitucional, que pretende organizar em pouco mais de uma semana, vai de encontro às pretensões da oposição síria: limita os mandatos presidenciais e abre a porta ao multipartidarismo.

Mas as reações a esta proposta têm surtido o efeito contrário. O analista político Abdel Bari Atwan, considerado um dos homens mais influentes no mundo árabe, afirma que al-Assad “está à procura de uma forma de salvar a imagem. Mas quem estará disposto a ajudá-lo? No Iémen, o presidente Ali Abdullah Salih pretendia manter-se no poder até ao fim do mandato. Os Estados do Golfo apresentaram-lhe uma maneira de ceder condignamente. E ele acabou por sair.

Por isso, é necessária uma mediação e uma solução política. É a única saída para a crise. Caso contrário, a Síria ficará dividida e mergulhará numa guerra civil de sectarismos, que poderá estender-se a toda a região.”

O Comité para a Mudança Nacional e Democrática, com base na Síria, já veio anunciar que, antes de qualquer referendo, é preciso terminar com “a violência e os homicídios.”