Última hora

Última hora

Berlinale: Racismo anti-rom no grande ecrã

Em leitura:

Berlinale: Racismo anti-rom no grande ecrã

Tamanho do texto Aa Aa

A caminho da reta final, a 62ª edição do Festival de Cinema de Berlim continua a desvendar histórias candidatas ao Urso de Ouro. Algumas não escapam à polémica.

“Just The Wind”, de Benedek Fliegauf, mereceu a crítica das autoridades húngaras, que acusam o realizador de passar uma imagem negativa do país.

A película conta a história de uma família rom, que vive atemorizada com os ataques racistas, depois de um assassinato na comunidade. Os massacres inspiraram a história que abre feridas do passado.

Os atores, amadores, são verdadeiros rom.

“As sociedades têm de enfrentar as crises e os tabús. Um país tem uma república e vive num sistema democrático quando podemos fazer este tipo de filmes”, diz o realizador Benedek Fliegauf.

O filme “Tabú”, do realizador português Miguel Gomes, que concorre na Seleção Oficial, tem sido aplaudido pela crítica internacional. No entanto será preciso esperar até sábado para saber quem leva o Urso de Ouro.