Última hora

Última hora

Sarkozy põe fim a um "suspense" que nunca o foi

Em leitura:

Sarkozy põe fim a um "suspense" que nunca o foi

Tamanho do texto Aa Aa

Agora que Nicolas Sarkozy é oficialmente candidato à reeleição como presidente da República, em França, começou a contagem decrescente, a 66 dias da primeira volta.

Com o slogan “A França forte” e jogando a carta do combate à crise, Sarkozy tem pela frente a tarefa de recuperar o terreno perdido para o candidato socialista François Hollande, que continua à frente nas sondagens.

Com os números contra ele, Sarkozy tenta fazer valer o argumento da crise e de ter conseguido manter a França na liderança da Europa.

Christopher Bickerton é analista no Instituto de ciências políticas de Paris: “A questão é saber que parte da crise tem a ver com o mandato dele como presidente e que parte tem a ver com a dinâmica internacional. Mas é esse o tom que ele deu à campanha, dizer que a França tem de fazer certas coisas para ultrapassar a crise e que ele é a pessoa certa para isso”.

Sarkozy fez durar um suspense que nunca o foi, já que a candidatura era mais que esperada.

A decisão foi anunciada no telejornal da televisão com maior audiência em França.