Última hora

Última hora

Satélite suíço vai "varrer" lixo espacial

Em leitura:

Satélite suíço vai "varrer" lixo espacial

Tamanho do texto Aa Aa

Uma equipa de investigadores suíços propõe-se despoluir a órbita terrestre, onde gravitam atualmente mais de 600 mil destroços de satélites e de todo o tipo de veículos espaciais.

Uma núvem de duas mil toneladas de lixo que aumenta em cada ano, preocupando a comunidade científica, como os responsáveis do projeto CleanSpaceOne, na Universidade de Lausanne.

“Já vimos casos em que o impacto destes detroços provocou pequenas marcas nos vidros do vaivém espacial, mas estamos a falar de fragmentos de um a dois milímetros de diâmetro. Claro que quanto maior o objecto, maior o dano causado. Um fragmento de dez centímetros de diâmetro que viaja em média a 10km por segundo, poderia causar danos fatais ao vaivém”.

Para remediar a situação, os investigadores suíços apresentaram o protótipo de um satélite que permite retirar os destroços, graças a pequenos tentáculos, e arrastá-los para a atmosfera terrestre.

O CleanSpaceOne deverá estar operacional em 2016 tendo como primeira missão a limpeza de dois satélites suíços, lançados em 2009 e 2010.