Última hora

Última hora

Aumentam pressões para demissão de Wulff

Em leitura:

Aumentam pressões para demissão de Wulff

Tamanho do texto Aa Aa

Se Christian Wulff for obrigado a deixar a presidência federal alemã, será um escândalo sem precedentes, que pode afetar também, indiretamente, a chanceler Angela Merkel e a CDU. No parlamento, aumentam as pressões para um levantamento da imunidade. A comissão parlamentar das imunidades prepara um parecer.

O pardido dos Verdes pede a demissão de Wulff: “Vamos fazer tudo no Bundestag para que a imunidade seja levantada o mais depressa possível, para que a procuradoria possa investigar. Entretanto, o mínimo que podemos pedir é que Christian Wulff suspenda o cargo de presidente federal”, diz Claudia Roth, líder do partido.

Thomas Strobl, presidente da comissão das imunidades, acrescenta: “É a primeira vez que isto acontece, desde que existe a República Federal Alemã. Por essa razão, vamos olhar esta questão muito de perto. Vamos dar um parecer ao Bundestag e os nossos colegas vão decidir se a imunidade vai ser abolida ou não”.

A última palavra pertence ao Bundestag. O SPD, principal partido da oposição, já disse que vai votar a favor do levantamento da imunidade, se for esse o sentido do parecer da comissão.