Última hora

Última hora

Manifestações de revolta chegam a Damasco

Em leitura:

Manifestações de revolta chegam a Damasco

Tamanho do texto Aa Aa

A cidade de Damasco ameaçada por manifestações massivas contra o regime de Bachar al Assad depois da morte de cinco civis.

As forças de segurança sírias dispararam contra milhares de pessoas durante os funerais no bairro de Mazé nos arredores da capital.

Foi a primeira grande concentração perto no coração da capital desde o início da revolta, em março de 2011.

No campo diplomático a China tenta desbloquear a situação através da visita do vice- ministro dos negócios estrangeiros que se reuniu hoje com elementos da oposição.

Zai Jun exortou as duas partes a acabarem imediatamente com a violência e resolverem os diferendos de forma pacífica através da discussão de um plano de reformas.

O Egito retirou o seu embaixador na Síria e pede «uma mudança pacífica e real» no país.

O drama dos refugiados sírios agudiza-se. Cerca de 25 mil pessoas encontram-se no Líbano, sobretudo no norte que acolheu esta semana mais de quatro mil famílias sírias.