Última hora

Última hora

Oposição russa convidada pelo Kremlin mas impedida de manifestar-se

Em leitura:

Oposição russa convidada pelo Kremlin mas impedida de manifestar-se

Tamanho do texto Aa Aa

A duas semanas das presidenciais russas, o Kremlin volta a falar de reformas políticas, durante uma reunião inédita com os líderes da oposição liberal.

Dmitry Medvedev encontrou-se, esta segunda-feira, com os responsáveis dos partidos que lideram as manifestações de rua contra a reeleição de Vladimir Putin.

“Uma imitação de diálogo”, segundo a maioria dos participantes, que abordaram o tema da detenção de centenas de manifestantes, mas também a revisão do sistema de assinaturas para os candidatos às presidenciais. Um sistema que deixou todos os líderes da oposição convidados pelo Kremlin, fora do escrutínio de dia 4 de março.

Uma tentativa de diálogo abalada pela decisão das autoridades de Moscovo de rejeitarem uma autorização para um novo protesto anti-Putin, convocado para o próximo domingo na capital.

Segundo uma sondagem publicada hoje, o ex e futuro presidente deverá ganhar as eleições, à primeira volta, com 59% de votos.