Última hora

Última hora

Ecofin: Acordo sobre a Grécia "estabiliza a economia europeia"

Em leitura:

Ecofin: Acordo sobre a Grécia "estabiliza a economia europeia"

Tamanho do texto Aa Aa

Fora da moeda única mas afectados pelas decisões tomadas pelos 17 países do euro, os restantes 10 membros da União Europeia respiraram de alívio com o novo plano de resgate da Grécia. No final da reuniao do Ecofin, a ministra das Finanças da Dinamarca – país que preside à UE -, congratulou os colegas do Eurogrupo.

“Deram um passo muito importante para estabilizar não só a Grécia, mas também a economia europeia”, disse Margrethe Vestager.

Atenas receberá mais 130 mil milhões de euros até 2014. Mas parte do dinheiro ficará cativo num conta e o governo grego aceitou receber permanente controlo por parte da troika sobre as medidas de austeridade a implementar.

Algo que não supreendeu o jornalista grego Athanasios Athanasiou: “Uma das primeiras conclusões da troika, em 2010, foi que não só o governo da Grécia, mas também a administração pública, não têm a capacidade de implementar as reformas. Logo precisam de alguém que lhes diga não tanto o que fazer, mas como fazê-lo”.

“O caso grego é único”, refere a correspondente da Euronews em Bruxelas, Raquel García Álvarez. “Mas o Ecofin também felicitou a Itália e Espanha pelos esforços de consolidação orçamental. Contudo, não houve nenhuma alusão ao pedido de medidas concretas para fomentar o crescimento feito por Madrid e Roma junto de outros dez estados-membros”, acrescentou.