Última hora

Última hora

Robô-aranha prepara-se para salvar vidas

Em leitura:

Robô-aranha prepara-se para salvar vidas

Tamanho do texto Aa Aa

É anunciado como uma das mais vantajosas inovações no mundo da robótica.

Em forma de aranha, este robô, desenvolvido em Estugarda, na Alemanha, destaca-se, desde logo, pela estabilidade, alternando a aderência ao solo através das oito patas.

Curiosamente, não há grandes componentes eletrónicos, nem estruturas mecânicas muito complexas a realçar. O robô é feito de plástico e funciona com um sistema de ar comprimido, que é injetado nos membros artificiais, impulsionando-os.

Jannis Breuninger, do Instituto Fraunhofer, relembra que o acesso a ar comprimido é fácil, em todo o lado, “o que significa que esta aranha pode ser operada em qualquer sítio, utilizando uma simples bomba de ar.”

A produção de cada robô-aranha custa cerca de 500 euros, muito mais barata do que qualquer outra invenção do género. Em caso de emergência, podem ser rapidamente montados. Na sequência de um terramoto, por exemplo, podem ajudar a procurar sobreviventes, estando equipados com câmaras de vídeo.

Breuninger salienta que “é um robô desenhado para utilizar em cenários de catástrofe. Como mantém a estabilidade, é possível operá-lo mesmo em terrenos acidentados. (…) Também é possível usá-lo na deteção de minas. Sendo de baixo custo, podem produzir-se grandes quantidades e enviá-los para terrenos minados, para provocar detonações.”

O robô-aranha é ainda um protótipo. A ideia original surgiu num projeto académico. Todos os resultados têm sido encorajadores. Falta aperfeiçoar a capacidade de manobra.