Última hora

Última hora

Senegal: Campanha eleitoral marcada pela violência

Em leitura:

Senegal: Campanha eleitoral marcada pela violência

Tamanho do texto Aa Aa

No Senegal, as manifestações contra a candidatura de Abdoulayé Wade à presidência continuam e a violência nas ruas também.

Na terça-feira um jovem perdeu a vida nos confrontos com as forças da ordem. O governo proibiu as manifestações, mas todos os dias há novos protestos.

A eleição presidencial está prevista para o próximo domingo. A oposição não quer que o presidente cessante se recandidate a um terceiro mandato. A nova constituição estabelece um limite de dois mandatos consecutivos, mas Wade diz que não se aplica ao seu caso, pois a lei foi aprovada quando ele já era presidente.

Figura preponderante dos protestos, o cantor Youssou N’dour ficou ontem ligeiramente ferido duante os confrontos. N’Dour tinha apresentado a candidatura à presidência, mas a comissão eleitoral rejeitou-a.

Desde o início dos protestos já morreram 8 pessoas no Senegal.