Última hora

Última hora

Vivienne Westwood "altera o clima" na Semana da Moda de Londres

Em leitura:

Vivienne Westwood "altera o clima" na Semana da Moda de Londres

Tamanho do texto Aa Aa

Dizem que há duas rainhas em Londres. Uma delas é um ícone da Moda e o seu desfile é sempre um ponto alto na London Fashion Week: a provocadora e contestatária Vivienne Westwood.

A designer garante que, “o que quer que faça, será sempre britânico, mesmo que a inspiração seja África ou o Pólo Norte. As roupas são muito enaltecedoras, porque são fruto de todas estas influências, mas mantêm um look britânico. Tudo acaba por se encaixar na composição de uma atitude displicente em relação ao vestuário.” Westwood afirma ter incluído, em algumas das peças, motivos que evocam as consequências das alterações climáticas e dos êxodos forçados.

Londres assistiu também à elaborada promoção da linha mais acessível da marca Alexander McQueen, a McQ. Trata-se de um segmento pronto-a-vestir, lançado já em 2006, agora com a assinatura de Sarah Burton, a designer conhecida pela autoria do vestido de casamento de Kate Middleton.

Segue-se o estilista Henry Holland, anunciado como uma das grandes esperanças da moda britânica, depois de ter mudado radicalmente de percurso, após anos a estudar jornalismo. Holland refere que “a sua apresentação foi influenciada pela moda dos anos 70, pela roupa desportiva, misturada com temas futuristas, de ficção científica.”