Última hora

Última hora

O mundo à procura da soluções para a Somália

Em leitura:

O mundo à procura da soluções para a Somália

Tamanho do texto Aa Aa

A Conferência Internacional sobre a Somália começou esta manhã, em Londres, com a ambição de consolidar os progressos políticos e militares no país, para por fim ao estado de guerra cívil dos últimos 20 anos.

Para além do secretário-geral da ONU e da secretária de Estado norte-americana, estão presentes representantes de quatro dezenas de países da região, a União Europeia, a União Africana e a Liga Árabe.

A missão é ambiciosa. Encorajada pelos sucessos dos últimos meses, a comunidade internacional definiu sete grandes dossiês de trabalho: o encorajamento do processo político para a criação de um estado federal; a intensificação da luta contra a ameaça terrorista; as operações marítimas na luta contra a pirataria; o financiamento das regiões; o reforço da ajuda humanitária e melhoria da coordenação da ajuda internacional.

A Somália transformou-se nos últimos anos praticamente num território sem lei, com crises políticas, corrupção, conflito armado e fome generalizada. Um terreno fértil para o florescimento da pirataria no Oceano Índico e rebelião de grupos islamitas, associados à al qaida.