Fechar
Login
Por favor, introduza os seus dados de login

Skip to main content

Clima extremamente tenso aojunto hotel onde decorreu a conferência do grupo dos “Amigos da Síria” que reuniu a comunidade internacional e opositores ao regime de Bashar al-Assad, em Tunes, a capital tunisina.

A polícia local não teve tarefa fácil para separar duas manifestações que juntaram apoiantes e opositores ao regime de Damasco.

Na abertura da conferência o ministro dos Negócios Estrangeiros tunisino, Rafik Abdessalem, destacou o objetivo da reunião: enviar uma “mensagem forte e clara” a Bashar al-Assad para “pôr fim aos crimes” na Síria.

Dos 60 países e organizações que participaram na conferência, destaque para a ausência da Rússia e da China, aliadas de Damasco.

A Liga Árabe apelou para que seja votada no Conselho de Segurança das Nações Unidas uma resolução que imponha um cessar-fogo na Síria.

Uma nova conferência do grupo de “Amigos da Síria” vai realizar-se dentro de três semanas em Istambul.

Copyright © 2014 euronews

Mais informação sobre