Última hora

Última hora

Soldado formalmente acusado de colaboração com o Wikleaks

Em leitura:

Soldado formalmente acusado de colaboração com o Wikleaks

Tamanho do texto Aa Aa

O soldado norte-americano, Bradley Manning foi presente esta quinta-feira ao tribunal que o vai julgar por supostas fugas de documentação militar, o que deu origem ao escândalo Wikileaks.

A audiência durou cerca de três quartos de hora e o antigo analista de informação militar manteve-se, sempre em silêncio.

A audiência decorreu na base militar de Fort Meade.

Foi formalmente acusado de “colaboração com o inimigo”.

Terá passado para o Wikileaks cerca de 260 mil telegramas do Departamento de Estado, relacionados com a guerra do Iraque e a guerra do Afeganistão.

A acusação sugere que o fez para retaliar o mau ambiente que o rodeava, por ser homossexual, situação que seus superiores nunca resolveram.

Já passou 635 dias na prisão. Até ao momento não se declarou culpado, nem se afirmou inocente.