Última hora

Última hora

Violência atinge jornalistas na Síria

Em leitura:

Violência atinge jornalistas na Síria

Tamanho do texto Aa Aa

Um video amador recolheu imagens de mais um bombardeamento do exército sírio à cidade rebelde de Homs.

O video foi colocado esta quinta-feira, nas redes sociais.

As imagens mostram edifícios civis em chamas e são audíveis os barulhos das explosões. O governo de Bashar al Assad não dá tréguas.

Em Londres, entretanto, o primeiro-ministro britânico prestou homenagem à jornalista Marie Colvin, morta num bombardeamento à cidade de Homs.

“Marie Colvin era uma gigante absoluta como correspondente no estrangeiro. Acredito que o que aconteceu, foi, não só, uma tragédia, mas penso também que foi mais um ato inqualificável, do governo sírio”.

Foi atingida, quando trabalhava num centro de impresa improvisado.

Residia no Médio Oriente,trabalhando para o jornal inglês, The Sunday Times.

Com ela morreu também o reporter de imagem francês, Rémi Ochlik.

Paul Conroy e Edith Bouvier são outros jornalistas em situação crítica, na Síria.