Última hora

Última hora

Berlusconi liberta-se de caso "Mills"

Em leitura:

Berlusconi liberta-se de caso "Mills"

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça italiana declarou prescrita a acusação de corrupção de testemunhas contra o ex-primeiro-ministro italiano no caso “Mills.”

Segundo a acusação, Silvio Berlusconi terá pago 600 mil euros ao antigo advogado britânico, David Mills, para que prestasse falsos depoimentos em dois processos na década de 90.

O advogado foi condenado, num outro julgamento, por ter recebido dinheiro do ex-chefe de governo transalpino. Mas o Supremo tribunal de Justiça acabou por anular a condenação de Mills.

O Ministério Público pedia, neste processo, cinco anos de prisão para Il Cavalieri. A defesa a absolvição ou a prescrição do crime.

Berlusconi está envolvido em mais três processos. Os casos “Mediaset” por fraude fiscal, “Rubygate” por prostituição de menor e abuso de poder e um outro, que deve arrancar em meados de março, pelo papel assumido na publicação de escutas telefónicas referentes a uma tentativa de aquisição do banco BNL pela seguradora Unipol.