Última hora

Última hora

Diplomacia da UE reforça sanções contra Síria

Em leitura:

Diplomacia da UE reforça sanções contra Síria

Tamanho do texto Aa Aa

Congelamento de verbas do banco central sírio na europa, proibição de voos de carga e da importação de metais preciosos são algumas das novas sanções da União Europeia contra o governo da Síria, aprovadas pelos ministros dos Negócios Estrangeiros, reunidos em Bruxelas.

Já no que toca ao diálogo com a oposição, aguarda-se a definição de uma entidade que una as diversas facções no terreno, explicou a chefe da diplomacia europeia.

“Foi extremamente animador ouvir os pontos de vista do Conselho Nacional da Síria e é importante afirmar que o vemos como um interlocutor. Mas outros representantes vieram falar connosco em Bruxelas e continuaremos a ouvi-los”, disse Catherine Ashton.

O raio de ação europeu está ainda diminuído pelo veto de dois países membros do conselho de segurança da ONU que continuam aliados de Bashir al Assad, explica a correspondente da euronews em Bruxelas, Fariba Mavaddat: “A declaração da União revela as limitações criadas pela posição da Rússia e da China. Parece que, nas atuais circunstâncias, os esforços da UE para reslver a crise síria se concentram em meios não militares”.