Última hora

Última hora

G20 condiciona ajuda à zona euro à ação dos europeus

Em leitura:

G20 condiciona ajuda à zona euro à ação dos europeus

Tamanho do texto Aa Aa

Os europeus partem da reunião do G20, no México, com instruções: se querem ajuda do resto do Mundo primeiro têm de abrir a carteira e reforçar os mecanismos de proteção da zona euro.
 
Os membros do G20,  a começar pelos Estados Unidos, querem ações concretas e rápidas dos europeus, aumentando assim a pressão sobre a Alemanha, que está reticente em aumentar o valor dos fundos do mecanismo europeu de estabilidade.
 
Sem avanços dos europeus, o G20 recusa debater o reforço dos meios do Fundo Monetário Internacional (FMI). A diretora geral da instituição, Christine Lagarde defendeu: “Ouvimos da parte dos parceiros europeus, em particular da Alemanha, que a solidez, a credibilidade e adequação dos mecanismos de proteção da zona euro serão revistas em março. É um passo importante para que os membros do G20 possam determinar a sua participação no aumento da capacidade de fogo do fundo”. 
 
Os europeus voltam a encontrar-se esta semana para debater a crise da dívida. Na mesa está a eventual fusão do fundo temporário de resgate e o mecanismo europeu de estabilidade, para ter uma capacidade financeira de 750 mil milhões de euros.