Última hora

Última hora

Regime sírio ainda não autorizou corredor humanitário em Homs

Em leitura:

Regime sírio ainda não autorizou corredor humanitário em Homs

Tamanho do texto Aa Aa

Em Homs, um grupo de rebeldes armados satirizou o referendo organizado pelo regime. Os boletins de voto foram colocados no lixo e os eleitores participaram no escrutínio com obuzes nas mãos.

Enquanto a cidade é mantida sob fogo contínuo, a Cruz Vermelha internacional continua a aguardar a resposta das autoridades de Damasco ao pedido de uma trégua diária nos combates para poder evacuar os feridos.

As negociações prosseguem desde a semana passada. Segundo o testemunho de ativistas, Homs e Baba Amro está sem comida e água há três dias.

O porta-voz da Comité Internacional da Cruz Vermelha na capital síria explica o que pretende o organismo para poder socorrer as vítimas:

“O que nós gostaríamos de conseguir – o ideal – seria um cessar dos combates, uma pausa humanitária em que os combates parassem de ambos os lados, durante pelo menos duas horas por dia”.

Na sexta-feira, a Cruz Vermelha conseguiu evacuar da cidade 27 pessoas gravemente feridas para o hospital da Al-Amin, nas proximidades, graças a um acordo pontual de todas as partes do conflito.