Última hora

Última hora

Regime sírio realizou referendo este domingo

Em leitura:

Regime sírio realizou referendo este domingo

Tamanho do texto Aa Aa

Os sírios foram chamados a votar este domingo em referendo por uma nova constituição. Uma reforma que segundo presidente Bachar al Assad visa trazer o pluralismo ao país, mas que na prática procura perpetuar no poder o atual chefe do estado pelo menos por mais 16 anos.

A oposição e os militantes pró-democracia tinham apelado ao boicote do escrutínio. Os resultados só são esperados esta segunda-feira e não devem trazer surpresas.

O primeiro-ministro de Marrocos reagiu assim ao referendo sirio: “devia haver iniciativas para acabar com o derramamento de sangue primeiro com vista à conciliação e depois pode haver um referendo que proteja a união da síria e o interesse dos sírios. mas nestas circunstâncias temo que o referendo não alcance os objetivos”.

Também o chefe da diplomacia tunisina dasaprova esta consulta: “A constituição é dececionante, não inclui nada do que foi mencionado. Na verdade não inclui mudanças radicais. O partido que domina, de uma forma ou de outra, vai continuar a dominar. Esta constituição não responde às ambições e aspirações do povo sírio”.

Apesar de o regime ter feito uma campanha como se o país estivesse em paz, em várias zonas, como em Homs e nos bairros periféricos não houve sequer referendo. As populações continuam debaixo de fogo. Só este domingo terão sido mortas mais de meia centena de pessoas.