Última hora

Última hora

Bielorrússia expulsa embaixadores europeu e polaco

Em leitura:

Bielorrússia expulsa embaixadores europeu e polaco

Tamanho do texto Aa Aa

Bruxelas e Minsk cada vez mais de costas voltadas.
O governo bielorrusso decidiu expulsar os embaixadores da União Europeia e da Polónia para protestar contra as novas sanções impostas pelos vinte e Sete, esta terça-feira.

Ao mesmo tempo o regime de Alexander Lukachenko decidiu chamar os seus embaixadores
em Bruxelas e Varsóvia. As medidas foram consideradas de “ato hostil” pelos Estados membros.

“É a última ditadura e é o último ditador na Europa e não nos vamos deixar intimidar por este tipo de ações contra uma instituição europeia ou contra um Estado membro. Não vamos deixar os outros dividirem-nos. O ditador está enganado se pensa que nos pode dividir”, afirmou em conferência de imprensa Guido Westerwelle, o ministro dos Negócios Estrangeiros alemão.

A Bielorrússia tem sido o alvo de várias sanções europeias devido à multiplicação das detenções de opositores ao regime desde que Alexander Lukachenko foi reeleito Presidente em 2010 com mais de 80% dos votos, num escrutínio marcado pelas irregularidades.