Última hora

Última hora

Grécia: resgate não evita desclassificação da dívida soberana

Em leitura:

Grécia: resgate não evita desclassificação da dívida soberana

Tamanho do texto Aa Aa

Apesar de o parlamento alemão ter votado favoravelmente o novo plano de resgate para a Grécia, a agência de rating Standard & Poor’s voltou a cortar a notação da dívida grega.

A agência desclassificou de “CC” para “SD” a dívida soberana por considerar que Atenas está em risco de “incumprimento seletivo” ou parcial depois de o governo grego ter introduzido cláusulas de salvaguarda em várias séries de dívida soberana, o que indica que estará a preparar-se para não pagar a alguns credores na data contratada. Ou então só pagará parte do valor.

A questão divide a sociedade alemã. Para a líder de Os Verdes, Renate Künast, os deputaods fizeram a escolha certa:

“O nosso trabalho de casa está feito. Não devemos hesitar, como temos feito. A hesitação de Merkel torna a crise maior e ajuda a expandi-la”.

Mas os conservadores do FDP defendem o contrário: “precisamos que a Grécia saia da eurozona e, ao mesmo tempo, um corte na dívida. Precisamos de fazer toda a pressão que pudermos e depois podemos falar de reconstruir a infraestrutura”.

Antes do voto, a própria chanceler falou dos seus receios, afirmando que não há garantias de que o plano de resgate salve a Grécia, mas recusá-lo poderia ter um efeito devastador em países como Portugal ou a Irlanda, com consequências desastrosas para toda a eurozona.