Última hora

Última hora

Prokhorov: o candidato presidencial russo que quer inimigo de Putin para 1° ministro

Em leitura:

Prokhorov: o candidato presidencial russo que quer inimigo de Putin para 1° ministro

Tamanho do texto Aa Aa

Rico, corajoso e temerário, o candidato independente
Mikhaïl Prokhorov lançou-se à conquista do Kremlin.

Terceira fortuna da Rússia, segundo a Forbes, tem a vantagem dos meios financeiros para pagar a campanha.
É o acionista maioritário de uma das maiores fábricas do mundo de níquel.

Banqueiro de formação, é hoje presidente da Onexim, um fundo de capital/investimento em que os juros vêm desde o setor mineiro aos veículos híbridos.

Com 46 anos, Mikhaïl Prokhorov é o mais novo dos candidatos presidenciais e também o mais alto: mede 2,4 metros.
Além de desportista, é dirigente da Federação de Biatlon da Rússia e dono da New Jersey Nets, equipa de basquetebol norte-americana.

Foi com o aval do Kremlin que deu os primeirs passos na política, em junho de 2011, à frente da “Justa causa”, emanação liberal de “Rússia Unida”, partido da dupla Putin-Medvedev.
Uns meses mais tarde foi afastado.

Mikhaïl Prokhorov incomoda, tal como antes Khodorkovsky incomodava.

Prokhorov é ultraliberal e propõe prolongar a semana de trabalho para 60 horas. Quer abolir o serviço militar obrigatório, abrir os arquivos da era comunista e imortalizar as vítimas de Estaline.

Pró europeísta, sonha substituir o rublo pelo euro e promete aderir ao Tratado de Schengen para permitir aos russos circular livremente na União Europeia.

Quer agraciar imediatamente o oligarca Mikhaïl Khodorkovsky, detido por evasão fiscal até 2016. Pretende fazer dele seu primeiro ministro.

Há uma sombra neste percurso: uma interpelação em França, em 2007, no quadro de uma investigação sobre prostituição. Dois anos depois foram retiradas as acusações contra ele.

É o solteiro mais cobiçado da Rússia. prometeu, agora que, se ganhasse as eleições se casava.

Em caso de derrota, vai reunir os líderes de opinião na Internet no âmbito de um novo partido.