Última hora

Última hora

Protestos em Atenas contra política europeia

Em leitura:

Protestos em Atenas contra política europeia

Tamanho do texto Aa Aa

Os sindicatos gregos juntaram-se à ação europeia de protesto. As concentrações em Atenas foram sobretudo simbólicas, em frente à representação da União Europeia em Atenas e à Acrópole que chegou a fechar durante o dia.

Uma delegação entregou aos representantes da comissão europeia na capital grega uma moção para denunciar “as políticas antissociais e antilaborais” que a troika impõe ao país.

Ao mesmo tempo, no parlamento, o governo aprovava mais medidas de austeridade, em particular cortes nas pensões de reforma superiores a 1300 euros mensais.

A Bruxelas chegou entretanto esta quarta-feira o primeiro-ministro Lucas Papademos. O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, aproveitou a ocasião para saudar “os progressos reais feitos nas últimas semanas.”

Mas os progressos nas salas de reunião estão longe de se notar nas ruas da Grécia, onde cresce um sentimento antialemão. Muitos começam a reclamar as indemnizações que a Alemanha se comprometeu pagar no final da Segunda Guerra Mundial mas que não foram totalmente saldadas.