Última hora

Última hora

Síria: Oposição anuncia assalto a Homs

Em leitura:

Síria: Oposição anuncia assalto a Homs

Tamanho do texto Aa Aa

Fontes da oposição síria afirmaram que o exército regular começou o assalto à cidade de Homs em direção ao bairro de Baba Amro.

Segundo fontes das Nações Unidas, as forças fiéis ao regime já mataram mais de 7500 civis desde o início da revolta contra o presidente Bashar al-Assad.

Enquanto a região de Homs continua a ser bombardeada há mais de três semanas consecutivas, um alegado general do Exército Sírio Livre disse que os rebeldes teriam recebido assistência francesa e norte-americana, incluindo armas.

Contudo, Washington e Paris continuam a negar o fornecimento de armas à oposição síria.

Um grupo de países convocou uma reunião de emergência do Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas.

Na reunião, que decorreu terça-feira em Genebra,
a Alta Comissária da ONU Navi Pillay exigiu um cessar-fogo humanitário imediato na Síria.

O encontro foi marcada pelo fato das representações síria, cubana e russa terem abandonado a sessão.

“A reunião interfere com a agenda do Conselho dos Direitos Humanos, que foi acordada há muito tempo. Na realidade perturba os métodos de trabalho do Conselho”, justificou o representante russo.

Quanto à delegação síria, quando abandonou a sala criticou a realização da iniciativa, que classificou de “debate estéril”.