Última hora

Última hora

Grécia: Desempregado faz reféns em fábrica onde trabalhava

Em leitura:

Grécia: Desempregado faz reféns em fábrica onde trabalhava

Tamanho do texto Aa Aa

Numa fábrica grega, o desespero face a um despedimento motivado pela crise económica saldou-se num sequestro de 12 horas.

Um homem de 52 anos despedido em Agosto fez dois reféns numa empresa do nordeste do país, depois de ferir a tiro o presidente da companhia e um empregado.

Após longas negociações com a polícia, o homem acabou por se entregar.

O presidente da central sindical da região explicou que o grupo Helesi despediu no ano passado metade dos trabalhadores da empresa. Pantelis Magialos diz que “a questão é saber o que o levou a fazer isto: o desemprego, os cortes salariais. Estes são os problemas com os quais somos confrontados”.

A profunda crise na economia do país e a consequente cura de austeridade têm um custo pesado sobre os gregos, confrontados a um desemprego que afeta mais de 20 por cento da população ativa e a fortes descidas no nível de vida.