Última hora

Em leitura:

Líderes da UE assinaram novo tratado e deixaram avisos à Síria


A redação de Bruxelas

Líderes da UE assinaram novo tratado e deixaram avisos à Síria

Um novo tratado intergovernamental foi assinado por 25 dos 27 estados-membros da União Europeia, no segundo dia da cimeira da Primavera. Reino Unido e República Checa ficaram de fora do pacto orçamental, que reforça a disciplina das finanças públicas. Mas além de evitar futuras crises, o pacto deve servir outros propósitos, disse o presidente do conselho.

“Não estamos a fazer tudo isto porque gostamos muito da redução do défice, porque gostamos imenso da redução da dívida soberana, mas porque, em última análise, tal conduz aos crescimento económico e a mais empregos”, afirmou Herman Van Rompuy, ontem reconduzido no cargo até 30 de Novembro de 2014.

Fora do pacto, o líder britânico preferiu dar ênfase à repressão violenta da oposição na Síria há quase um ano. David Cameron colocou um desafio ao regime do presidente Bashir al-Assad e aos responsáveis pelas mais de sete mil mortes contabilizadas pelas Nações Unidas.

“Tenho uma mensagem clara para os que detêm a autoridade na Síria: façam a vossa escolha. Ou viram as costas a este regime criminoso ou terão de enfrentar a justiça pelo sangue nas vossas mãos”, disse o primeiro-ministro do Reino Unido.

A cimeira ficou também marcada pela discussão de medidas para o crescimento e da concessão à Sérvia do estatuto de candidato oficial à União.

Mas voltou a ser adiada a entrada da Roménia e da Bulgária no espaço Schengen, de livre circulação de pessoas e bens.

O correspondente da euronews em Bruxelas, Andrei Beketov, realça que a cimeira decorreu “com menos drama do que o habitual, até porque não havia nada de novo a oferecer à Grécia. Ficou a tentativa de evitar outras crises no futuro, reformando a UE, mas na próxima semana serão feitas novas exigências à Grécia, mantendo-se a dúvida sobre se poderá cumprir as suas promessas”.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

A redação de Bruxelas

Cimeira UE: Assinado pacto orçamental e mais pressão sobre a Síria