Última hora

Última hora

Mais de metade dos passageiros do Costa Allegra terminam férias nas Seychelles

Em leitura:

Mais de metade dos passageiros do Costa Allegra terminam férias nas Seychelles

Tamanho do texto Aa Aa

Menos de metade dos passageiros do Costa Allegra decidiram regressar a casa, após o desembarque em Port Victoria, na ilha de Mahé, a principal do arquipélago das Seychelles.

Dos 636 passageiros, apenas 260 apanharam o avião para Roma. O cansaço e o trauma do sucedido foram as principais razões apontadas pelos turistas.

“Não sei como fizeram, mas a equipa de socorro foi incrível. Os empregados do bar trabalharam 24 horas por dia, todos estavam dispostos a fazer o que fosse preciso. Havia empregados a andar de um lado para o outro para a arrumar coisas porque não havia espaço para arrumar tudo”, explica uma turista inglesa já no aeroporto.

“Estamos contentes por regressar a casa. Eles perguntaram-nos se queríamos ficar nas Seychelles mais 15 dias, mas não queremos ficar, sobretudo depois do que passámos. Não tínhamos água nas casas de banho, não havia água para nos lavarmos e não havia ar condicionado”, lamenta uma turista italiana.

Os restantes 376 passageiros do Costa Allegra aceitaram o convite da companhia proprietária do paquete Costa Cruises para ficar os restantes 15 dias nas Seychelles com tudo pago.

Agora em terra, os turistas multiplicam a difusão na internet de vídeos amadores dos momentos vividos na embarcação após o acidente.