Última hora

Última hora

Oposição síria: "regime está a apagar vestígios de execuções sumárias"

Em leitura:

Oposição síria: "regime está a apagar vestígios de execuções sumárias"

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades sírias estarão a apagar vestígios de execuções sumárias em Homs.

É desta forma que os opositores ao regime justificam os entraves à entrada de ajuda humanitária no bairro de Baba Amr, símbolo da contestação.

Sebastien Carliez, porta-voz do Comité Internacional da Cruz Vermelha explica qual é a situação no terreno:

“Estamos a negociar com as autoridades sírias a entrada no bairro de Baba Amr com os nossos parceiros do Crescente Vermelho. O objetivo é fazer chegar ajuda humanitária aos habitantes e evacuar os feridos e doentes. A situação é preocupante, mas precisamos, obviamente, de entrar para fazer uma avaliação das necessidades mais urgentes e garantir que as pessoas vão ser assistidas o mais depressa possível.”

Dois jornalistas franceses, Edith Bouvier e William Daniels, encurralados em Baba Amr há vários dias, regressaram ontem a casa, depois de terem passado pelo Líbano.

Damasco já anunciou que vai repatriar os corpos da norte-americana, Marie Colvin, e do fotógrafo francês, Remi Ochlick, mortos na sequência de um bombardeamento.