Última hora

Última hora

China apela ao cessar-fogo na Síria mas exército de al-Assad alarga ofensiva

Em leitura:

China apela ao cessar-fogo na Síria mas exército de al-Assad alarga ofensiva

Tamanho do texto Aa Aa

“O governo sírio tem de cessar imediatamente os atos de violência contra a população civil.” O apelo veio da China, o país que, juntamente com a Rússia, bloqueou duas vezes uma resolução na ONU contra a repressão imposta por Bashar al-Assad.

O repto chinês para o cessar-fogo de “todas as partes” rejeita, também, qualquer ingerência externa sobre o contexto sírio.

No entanto, o exército de al-Assad alargou mesmo o espetro da ofensiva, avançando com tanques sobre a cidade de Deir al-Zor, no leste do país.

A situação mais crítica continua a viver-se no bairro de Baba Amr, em Homs, onde a Cruz Vermelha está proíbida de entrar.

Foi precisamente em Baba Amr que a repórter americana Marie Colvin e o fotojornalista francês Remi Ochlik sucumbiram durante um ataque dos militares sírios. Os seus corpos foram entregues pelo Crescente Vermelho às respetivas representações diplomáticas.