Última hora

Última hora

Centenas de detenções em manifestações contra vitória de Putin

Em leitura:

Centenas de detenções em manifestações contra vitória de Putin

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de 550 manifestantes e vários líderes da oposição russa foram detidos em Moscovo e São Petersburgo em manifestações contra o regresso de Vladimir Putin à presidência.

Na capital, a polícia decidiu intervir quando cerca de duas mil pessoas recusaram dispersar-se depois de uma manifestação autorizada na praça Pushkin.

Entre os cerca de 250 detidos em Moscovo, encontra-se o líder da Frente de Esquerda, Serguei Udaltsov, a militante ecologista Evguenia Tchirikova e o “blogger” anticorrupção Alexei Navalny.

Antes de ser detido, Navalny dirigiu-se à multidão dizendo que “os vigaristas do Kremlin pensam que a população está farta de sair à rua”. Perguntando aos manifestantes se “estão cansados”, o ativista obteve um rotundo e uníssono “não”.

A manifestação de Moscovo reuniu entre 14 e 20 mil pessoas sob o lema: “Rússia sem Putin”.

Em São Petersburgo outra manifestação anti-Putin, não autorizada, terminou com cerca de 300 detenções.