Última hora

Última hora

Apoiantes de Timochenko pressionam presidente

Em leitura:

Apoiantes de Timochenko pressionam presidente

Tamanho do texto Aa Aa

A filha da ex-primeira ministra da Ucrânia, Iúlia Timochenko, pede uma audiência ao presidente Vitor Yanukovich para discutir as condições carcerais da mãe.

Unidas numa frente comum as mulheres dos antigos ministros do Interior e Vice-ministro da defesa, também detidos, querem a libertação dos presos políticos.

Numa conferência de imprensa em Kiev Evguenia Timocheko, denuncia o estado de saúde da mãe afirma que o Ministério da Saúde da Ucrânia está os diagnósticos de saúde para esconder a doença de que ela padece.

Os media ucraninaos garantem que nem Timochenko nem o antigo ministro do Interior Lutchenko, condenados por abuso de poder, não tencionam pedir clemência.

“O que o presidente pode fazer nesta situação è dar-lhes perdão, mas para ela, Timochenko e os seus advogado devem pedir-lho” diz esta deputada.

A antiga primeira-ministra foi condenada a sete anos de cadeia por ter assinado com a Rússia contratos de fornecimento de gaz natural considerados desfavoráveis para o país.

Bruxelas considera esta sentença e a detenção de Iulia Timocheko esconde razões políticas e está a condicionar as relações com a Uniao Europeia.

O correspondente da Euronews em Kiev diz que esta conferência de imprensa é uma tentativa para criar divisões em torno do presidente e uma forma de obter apoio dos seus apoiantes da linha mais dura.