Última hora

Última hora

Ancara vota legislação para combater violência doméstica

Em leitura:

Ancara vota legislação para combater violência doméstica

Tamanho do texto Aa Aa

A violência contra as mulheres na Turquia ultrapassa países como os Estados Unidos e vários membros da União Europeia. Segundo o relatório das Nações Unidas a Turquia tem ainda muito trabalho pela frente para resolver o problema que tende a agravar-se.
 
Trinta e nove por cento das mulheres turcas sofrem violência física, 15% das quais são vítimas de agressãos sexual. Em 2010 mais de 10% das mulheres turcas dizem ter sido alvo agressão física.
 
Esta responsável pelos direitos da mulheres diz que se trata de um problema de mentalidade e de educação. “Nas famílias as mulheres são vistas como um género secundário. O governo diz que as mulheres devem ser protegidas na família, mas na realidade é na família que elas mais sofrem”.
 
O parlamento turco  discute nesta altura um pacote de medidas para se inverter a situação no país, sobretudo para proteger e apoiar as mulheres vítimas de violência. A legislação deverá ser aprovada esta quinta-feira, dia Internacional da Mulher.
 
Investigadora na Universidade de Istambul, Bahar Gunver diz que “os homens são a fonte do problema compete a eles trazer solução, mas é preciso mudar as mentalidade”.
 
Em Instambulo repórter da Euronews considera que esta legislação é já um passo simbólico para travar a violência mas só o tempo irá permitir uma mudança cultural de comportamentos.