Última hora

Última hora

Arábia Saudita no centro de polémica militar na Suécia

Em leitura:

Arábia Saudita no centro de polémica militar na Suécia

Tamanho do texto Aa Aa

Polémica na Suécia, em torno da construção de uma fábrica de armamento na Arábia Saudita

A rádio pública sueca (RS) revelou que a FOI, a agência sueca de Defesa, coopera com Riade na construção de uma fábrica de mísseis antitanque.

O governo sueco desmente a existência de tal cooperação, mas a rádio teve acesso a documentos confidenciais que o provam e Dick Sträng, ex-funcionário da Agência, confirma: “Criámos uma outra empresa de propósito para contornarmos o facto de que a FOI não podia fazer uma grande parte do que tinha sido acordado entre o governo e a Arábia Saudita”

O governo desmente formalmente mas não comenta os documentos secretos aos quais a rádio teve acesso. O primeiro-ministro sueco, Fredrik Reinfeldt, admite apenas aquilo que já é público: a venda de armas à Arábia Saudita: “Defendo que a Suécia deve ter este tipo de acordos com a Arábia Saudita e com outros países. Isto permite o comércio e o intercâmbio, neste caso, com um dos países mais importantes da região, membro do G20 e da OMC.”

A oposição reclama a abertura de uma comissão de inquérito sobre a construção da alegada fábrica e considera que uma colaboração entre a Suécia e a Arábia Saudita – país que aplica a charia (a lei islâmica) – constituiu um atentado aos interesses suecos e à democracia no mundo.