Última hora

Última hora

Itália: Metalúrgicos protestam contra reforma do mercado laboral

Em leitura:

Itália: Metalúrgicos protestam contra reforma do mercado laboral

Tamanho do texto Aa Aa

Dia de protesto em Roma para os metalúrgicos. De acordo com o sindicato Fiom-CGIL, cerca de 50 mil pessoas participaram na manifestação na capital italiana. Os grevistas denunciam a intenção do governo de Mario Monti que pretende flexibilizar o mercado de trabalho. A reforma está a ser discutida com os parceiros sociais.

“Para nós este governo está a fazer o mesmo que Berlusconi. O primeiro-ministro Monti não está a distribuir os sacrifícios de igual forma e está a pedir-nos cada vez mais sacrifícios. Nem sequer estão a garantir o direito ao trabalho que é um direito fundamental” – acusa uma grevista, enquanto outro alerta – “Nós vamos continuar a luta. Isto não acaba aqui. Hoje queremos começar uma nova fase neste país porque o nosso problema é que temos de criar empregos, o problema é reconhecer que são os trabalhadores que sustentam este país.”

O sindicato também protestou contra a FIAT. Os trabalhadores tinham aceite, em referendo, condições de trabalho mais duras em troca de investimentos para evitar deslocalizações. Mas agora o patrão do construtor italiano ameaça novamente fechar algumas fábricas.