Última hora

Última hora

Síria: responsável da ONU constata devastação

Em leitura:

Síria: responsável da ONU constata devastação

Tamanho do texto Aa Aa

A responsável pelas Operações Humanitárias da ONU esteve reunida com os dirigentes do Crescente Vermelho Sírio, no mesmo dia em que constatou a devastação provocada pelos bombardeamentos das forças de Bashar Al-Assad.

Valerie Amos iniciou uma viagem de três com o objetivo de conseguir a abertura de corredores humanitários para assistir a população síria. No sábado, será a vez de Kofi Annan chegar a Damasco. Em passagem pelo Cairo, o enviado da ONU e da Liga Árabe para a Síria disse temer a militarização da crise.

Apesar das reticências do regime, Amos constatou ontem a destruição no bairro de Baba Amr, na cidade de Homs, cujo acesso continua vedado às organizações humanitárias.

A representante da ONU declarou-se “devastada” e disse que quer saber o que aconteceu à população.

Um responsável do ministério turco dos Negócios Estrangeiros disse esta quinta-feira que, até ao momento, doze mil sírios atravessaram a fronteira para fugir à violência, que se tem reforçado desde o início da contestação contra Al-Assad, há um ano.

Ao mesmo tempo que o Exército reforça a presença nas regiões de Idlib e Deraa, quatro generais decidiram desertar para se juntarem à insurgência, segundo os rebeldes. O vice-ministro sírio do Petróleo também anunciou a deserção, tornando-se no primeiro responsável governamental a passar para a oposição.