Última hora

Última hora

Manifestação anti-Putin termina com dezenas de detenções

Em leitura:

Manifestação anti-Putin termina com dezenas de detenções

Tamanho do texto Aa Aa

“Vladimir Putin não é o nosso presidente.” Estas foram algumas das palavras mais ouvidas, este sábado, em Moscovo.

Milhares de russos saíram à rua para exigir a realização de eleições antecipadas.

A manifestação ocorre cerca de uma semana depois das eleições que reconduziram Putin à presidência da Rússia. Um escrutínio marcado por acusações de fraudes e falsificações em massa.

O líder do Movimento de Frente Esquerda, Sergei Udaltsov, promete não baixar os braços:

“Onde estão as eleições? Será que podemos chamar a um homem com lágrimas de crocodilo, presidente? A questão é simples ou aguentamos este homem no poder, pelo menos, mais seis anos ou vamos ter de lutar. A minha pergunta é esta: vamos lutar?”

As palavras inflamaram os ânimos e o ativista político acabou por ser detido pouco tempo depois, quando tentava organizar outra marcha, não autorizada.

Cerca de duas dezenas de manifestantes foram interpeladas pela polícia.

De acordo com as autoridades, o protesto reuniu cerca de 10 mil manifestantes, os organizadores falam em cerca de 40 mil.