Última hora

Última hora

Cresce revolta afegã contra forças ocidentais

Em leitura:

Cresce revolta afegã contra forças ocidentais

Tamanho do texto Aa Aa

O assassinato de 16 civis por um soldado norte-americano está a causar revolta no seio da sociedade afegã.

O parlamento do país exigiu que o militar seja julgado no Afeganistão. O caso está a causar embaraço às forças da NATO ali estacionadas e pode colocar em causa as negociações para a permanência, a longo prazo, das forças ocidentais no território.

“O incidente terá um impacto negativo. Vai causar desconfiança entre a população e as forças da coligação. Terá impacto negativo nas negociações que estão a decorrer, em relação a parcerias estratégicas”, afirma a deputada Shagul Rezai.

Nas ruas, os afegãos estão indignados e querem justiça. O descontentamento popular contra a permanência das forças ocidentais no país cresce.

Um afegão diz que exigem “que o nosso governo o julgue. Queremos viver em paz e liberdade. Não queremos mais esta situação. Queremos ver-nos livres do jugo dos infiéis.”

Outro avança que ouviram “ dizer que o soldado tinha problemas mentais mas se fez isto de modo deliberado, deve ser punido com a morte, senão levantam muitas perguntas e fortalece os Talibãs.”

Em fevereiro os soldados norte-americanos provocaram uma onda protestos no Afeganistão, depois de queimarem, numa base militar, o Alcorão.

Nos confrontos morreram mais de duas dezenas de pessoas.