Última hora

Última hora

Direitos humanos na Ucrânia em regressão

Em leitura:

Direitos humanos na Ucrânia em regressão

Tamanho do texto Aa Aa

O balanço anual da situação dos direitos humanos na Ucrânia dá conta de uma degradação.

É pelo menos essa a conclusão dos ativistas locais que apresentaram numa conferência de imprensa em Kiev, um relatório onde afirma que nos dois últimos anos as coisas pioraram.

Candidato ao cargo de presidente do grupo de defesa dos direitos do homem no país, Yvehn Zakahrov, denúncia que se lembra do antigo ministro da Defesa afirmar que o desempenho da polícia era avaliado pelo número de casos criminais, um absurdo.

O relatório aponta o aumento da pobreza, a repressão sobre movimentos civis e da oposição como causas que favorecem o fenómeno, mais grave parece a pressão feita sobre a justiça.

O caso de um jovem morto na prisão, alegadamente devido a maus tratos é um dos exemplos apontados. A mãe tenta levar o caso aos tribunais mas a justiça recusa a reabrir o precesso uma vez que as autoridade poilicias declararam morte por HIV.

A mãe revolta-se e afirma que tem a certeza de que o filho foi morto. Diz que foi torturado.

O ministério do Interior em Kiev obteve a informação do Procurador Geral da República que assegura que os casos de violação de direitos humanos não aumentaram no país.