Última hora

Última hora

A lição de Merkel ao professor Monti

Em leitura:

A lição de Merkel ao professor Monti

Tamanho do texto Aa Aa

Angela Merkel deslocou-se esta terça-feira a Roma para ouvir de Mario Monti que o pior da crise já passou.

A Chanceler alemã reuniu-se com o primeiro-ministro italiano para falar de crescimento e competitividade embora não hesitasse em lembrar que, “a crise revelou as debilidades que devem ser eliminadas”.

Apesar dos juros da dívida italiana estarem em queda, graças à intervenção do Banco Central Europeu, a economia do país encontra-se em recessão.

Monti sublinhou que “a fase mais aguda da crise do euro parece ter passado, mas não é razão para baixarmos a pressão”.

Mais prudente, Merkel salientou a importância, “ de incrementar o crescimento económico e a competitividade num mundo que mudou bastante, onde a competição fora da Europa é cada vez forte”.

O encontro serviu para sintonizar posições sobre uma taxa europeia sobre as transações financeiras, defendida pelos dois países, e para sublinhar a importância de referendar o pacto fiscal europeu a nível nacional.

No exterior da reunião, uma manifestação recordou aos dois líderes a impopularidade das medidas de austeridade do governo italiano.

Uma situação que se arrisca a contradizer a lição de Merkel ao professor Monti.