Última hora

Última hora

Drama do autocarro comove Suíça

Em leitura:

Drama do autocarro comove Suíça

Tamanho do texto Aa Aa

A Assembleia Federal Suíça respeitou, esta manhã, um minuto de silêncio em memória das 28 vítimas mortais – 22 das quais crianças – do acidente de autocarro.

A Suíça disponibilizou todos os meios necessários para prestar socorro: 60 bombeiros, 15 médicos, 100 socorristas, 12 ambulâncias, 8 helicópteros, 3 reboques e 3 psicólogos.

Christian Varone, o comandante da polícia do cantão de Valais, onde ocorreu o acidente, está transtornado: “Devo dizer-vos que vivemos, em Valais – do ponto de vista das forças de intervenção – uma tragédia sem precedentes, apesar de já termos feito várias intervenções deste tipo. São profissionais experientes e posso dizer-vos que a emoção e mesmo as lágrimas se liam no rosto da maioria.”

Este é o mais grave acidente, em Suíça, desde 1982, quando 39 turistas alemães morreram quando o autocarro que os transportava colidiu com um comboio.

A polícia cantonal abriu uma linha telefónica de urgência – 0041 848 112 117, desde o estrangeiro, ou 0848 112 117, a partir da Suíça – e uma conferência de imprensa está prevista para esta tarde.