Última hora

Última hora

"Lágrimas e confusão" em Lommel pelo acidente com crianças na Suíça

Em leitura:

"Lágrimas e confusão" em Lommel pelo acidente com crianças na Suíça

Tamanho do texto Aa Aa

A incredulidade tomou conta de de Lommel, uma das duas localidades da Bélgica de onde eram originárias as vítimas de um acidente de viação na Suíça, que causou 28 mortos e 24 feridos, sobretudo crianças com cerca de 12 anos.

O grupo da escola desta localidade e de outra em Heverlee, ambas na região da Flandres, regressavam de uma viagem de férias na neve quando aconteceu a tragédia que a todos deixou em choque.

“Vi muitas lágrimas e confusão, por assim dizer, com as pessoas a perguntarem se a sua filha ou filho estariam entre as vítimas. Não há palavras, só podemos esperar e orar nestes momentos. É também esse o meu sentimento”, disse o bispo de Hasselt, monsenhor Patrick Hoojmaertens.

A comunidade aguarda também por explicações sobre o que levou o autocarro a embater na parede de um túnel na região de Valais, na noite de terça-feira.

Uma tragédia difícil de aceitar, disse o vice-presidente da câmara de Lommel, Kris Verduyckt: “Cada acidente é algo grave, mas com tantas crianças é realmente terrível. E havia também dois adultos desta escola…. também para as suas famílias é terrível”.

O transporte das famílias das vítimas até à Suíça é feito em aviões militares. Equipas de psicólogos darão no local o conforto possível.

Os feridos, alguns dos quais em estado grave, foram transportados por helicóptero e ambulâncias para hospitais. Para o local foram mobilizadas centenas de agentes de socorro, entre bombeiros e pessoal médico, bem como 12 ambulâncias, oito helicópteros e três reboques.